Vereador afirma que “cachorro na rua tem é que mata no tiro e na paulada” e causa revolta na internet (veja o vídeo)

A declaração de um vereador de João Pinheiro, em Minas Gerais, vem causando revolta na internet.

Durante votação na Câmara Municipal de João Pinheiro (MG) de um projeto de lei para conscientizar crianças sobre a proteção aos animais, o vereador Eli Corrêa (DEM) foi o único parlamentar presente a votar contra e chamou atenção por defender a morte de cachorros de rua.

  A declaração dele, na segunda-feira, dia 19, revoltou defensores pela causa animal em todo país.

Ao comentar o projeto do colega, o vereador Eli Corrêa afirmou:

“Cachorro na rua tem é que matar, cachorro em rua do jeito que vemos por toda banda, com problema e doença, amontoado, trazendo doença para população. (…) Cachorro de rua para mim é perder tempo. Eu, se passar por cima de um cachorro, nem olho para trás, penso que não tem dono”, disse ele.

Em outro trecho ele comenta :

 “Cachorro na rua… não é lugar de cachorro não. Cachorro de rua tem que matar”.

“Tinha que matar ele no tiro, no cacete”.

Confira:

 

Apesar das barbárie ditas por este vereador,  a proposta, referente ao mês de prevenção a crueldade contra os animais, acabou sendo aprovada por 11 votos a favor e um contra, que foi o do sr. Vereador Eli Corrêa, o que vai repercutir e muito contra ele, pois protetores de todos os cantos do País exigem uma providência sobre suas declarações já que existe uma lei que contra a crueldade contra os animais, e o que ele relatou vai contra a alei e contra todos aqueles que lutam para proteger os animais de rua e indefesos. 

O deputado federal Fred Costa (Patriota-MG), que adota a bandeira da causa animal, manifestou indignação perante ao posicionamento do vereador Corrêa e informou, por meio de rede social, ter feito uma representação ao Ministério Público de seu estado sobre o caso, além de uma queixa na Polícia Civil com o objetivo de, segundo ele, levar o vereador à prisão “em cumprimento à lei Sansão”, de sua autoria.

“Também estamos direcionando ofício para Câmara Municipal de João Pinheiro solicitando abertura de processo interno, enviando o caso para comissão de ética clamando pela cassação do mandato do legislador Eli Corrêa”, afirmou Costa. “É inadmissível um vereador fazer apologia a crime contra os animais!!!”, acrescentou, destacando: “Chega de impunidade!! Chega de maus-tratos!!”

Após reportagem do JP Agora, fala de vereador repercute e deputado representa contra Eli Correa

 

Conforme disse Costa na postagem, o delegado Bruno Lima, que é deputado estadual por São Paulo e também defende os animais, se posicionou contrário a Corrêa.

“Ele votou contra um projeto de lei que visa conscientizar crianças sobre maus-tratos aos animais e usou frases ABSURDAS para justificar o seu posicionamento‼”, afirmou Lima no Instagram. “NÃO TOLERAREMOS QUEM COMPACTUA COM OS MAUS-TRATOS‼

Cachorro na rua tem que matar'', diz vereador de Minas; veja vídeo - Gerais - Estado de Minas

Em resposta à publicação dele, a ativista da causa animal Luisa Mell também mostrou revolta pelas falas do vereador.

“Meu Deus do céu!! Como este tipo de gente é eleita?!? @del.brunolima conte comigo! Ele está incentivando maus tratos! Tem q ser punido”, comentou a ativista.

Facebook Comments Box

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *