Prefeitura de Porto Alegre projeta volta das aulas presenciais para 22 de fevereiro

Porto Alegre terá retorno das aulas presenciais em fevereiro 

Calendário Escolar de 2021 foi divulgado nesta terça-feira

O ano letivo de 2020 será encerrado até esta sexta-feira na rede municipal de ensino de Porto Alegre, com total aproveitamento das aulas remotas; e o Calendário Escolar de 2021 tem início previsto para o dia 22 de fevereiro. As informações foram fornecidas pela secretária municipal de Educação, Janaina Audino, em coletiva de imprensa on-line, realizada na tarde desta terça-feira. Além da data de início das aulas, foi estabelecido que as férias escolares ocorrerão de 11/1 a 9/2; que de 10 a 12/2 ocorrerá o planejamento e elaboração do Calendário; e que nos dias 18 e 19/2 haverá formação pedagógica.

MP recomenda à Prefeitura de Porto Alegre que se abstenha de autorizar  retorno das aulas presenciais - Extra Classe

De acordo com a secretária, não haverá mais a obrigatoriedade do cumprimento das 400h presenciais, referentes ao ano letivo de 2020, conforme estava previsto pela Portaria 167/2020, publicada em dezembro último. A medida, estabelecida ainda na gestão do ex-prefeito Nelson Marchezan Jr., preocupava direções de escolas da rede que temiam desencontros dos calendários escolares das redes municipal, estadual e privada. “A maioria das escolas conseguiu alcançar as 800 horas de forma remota, entendemos que precisamos validar estas horas e o trabalho que as escolas tiveram para atender os alunos através de diferentes meios”, garante, destacando que a validação das horas tem amparo legal.

Aulas presenciais retornam nesta segunda-feira em Porto Alegre | Prefeitura  de Porto Alegre

Para Janaína, quanto mais cedo for encerrado o ano letivo de 2020, mais cedo será possível iniciar o Calendário deste ano e traçar soluções para os problemas da educação. “No dia 22/2 retomamos as aulas de forma presencial, com todos os cuidados, com prioridade aos alunos que não tiveram contato com a escola em 2020. Nossos técnicos ainda estão analisando em quantos dias conseguimos atender a todos os alunos no sistema de rodízio e neste primeiro momento precisamos fazer um esforço para buscar os alunos em potencial de abandono, que tiveram mais dificuldades de acessar as aulas remotas”, salientou. Segundo ela, a proposta é criar um calendário unificado para rede, com inclusão das Escolas de Educação Infantil Municipais. Já o calendário das escolas comunitárias ainda está sendo estudado e será anunciado o mais breve possível.

Facebook Comments Box

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *