Paciente gaúcho contaminado com nova variante da covid-19 morre em Porto Alegre

Caminhoneiro de Itaqui, na Fronteira Oeste, teve confirmação para a cepa C37, identificada pela primeira vez no Peru.

Hospital de Clínicas de Porto Alegre (HCPA) e a Secretaria de Saúde de Itaqui, na Fronteira Oeste, confirmaram, no início da tarde desta quarta-feira (16), a morte de Jairo Dias Piazer Junior, 23 anos, ocorrida às 11h50min. 

Trata-se do primeiro caso oficialmente registrado no Rio Grande do Sul de infecção pela variante C37 — também conhecida como andina, identificada inicialmente no Peru — do sars-cov-2, causador da covid-19. 

Na volta para casa, o motorista teve o quadro agravado e precisou ser internado, em 21 de maio. De Itaqui, foi transferido para a Capital. Estava no Centro de Tratamento Intensivo do HCPA.

De acordo com o Estadual de Vigilância em Saúde (Cevs), o óbito não pode ser atribuído à ação da nova variante, para a qual ainda não há evidência de maior gravidade da doença. O paciente apresentava comorbidades. 

O Hospital de Clínicas de Porto Alegre divulgou nota informando que o paciente Jairo Dias Piazer Junior, de 23 anos, faleceu nesta quarta-feira (16), às 11h50, vítima de covid-19. Quando da internação, afirma a nota assinada pelo diretor médico Milton Berge, o paciente foi identificado com a variante C37 do coronavírus, conhecida como variante andina por ter sido identificada inicialmente no Peru. Ainda segundo o HCPA, na data de hoje (16) “o paciente já era considerado não contaminante, ou seja, nesse momento já não transmitia mais o vírus”.

O paciente era morador de Itaqui, na Fronteira Oeste do Estado, e estava hospitalizado há 27 dias com resultado positivo para covid-19. Segundo a Secretaria Municipal da Saúde de Itaqui, ele foi transferido no dia 23 de maio para o Hospital de Clínicas de Porto Alegre, em estado grave, fazendo uso de ventilação mecânica.

Em nota, a Secretaria da Saúde de Itaqui confirmou que recebeu do Centro Estadual de Vigilância em Saúde (CEVS) e do Centro de Operações de Emergências da Saúde (COE-RS) a informação de que foi identificada, por meio de análise genômica realizada pelo Laboratório de Pesquisa de Resistência Bacteriana (LABRESIS), a variante peruana C. 37 do novo coronavírus, causador da covid-19, no paciente que acabou falecendo nesta quarta-feira. É o primeiro caso dessa variante confirmado no Estado.

Segundo a nota, Jairo Dias Piazer Junior era motorista de caminhão e tinha realizado recentemente uma viagem a São Paulo, retornando pela Argentina. “No trajeto começou a sentir os sintomas da doença. Chegou em Itaqui em 20 de maio, fez um teste rápido de antígeno em uma farmácia da cidade e o resultado foi positivo para coronavírus. Em 21 de maio, o caminhoneiro passou a ter os sintomas mais graves da covid-19, foi internado no Hospital São Patrício de Itaqui e com o agravamento do seu quadro, em 23 de maio, necessitou ser transferido de avião até a Capital”, afirma ainda a nota.

De acordo com a Secretaria, a Vigilância Epidemiológica e a equipe covid de Itaqui já começaram a investigar todos os possíveis contatos do paciente. “Mais informações sobre a variante peruana estão sendo pesquisadas pela equipe técnica de Itaqui junto às autoridades estaduais. De momento se sabe que a forma de transmissão é igual à das variantes já conhecidas através de contatos próximos e de secreções”, conclui a nota divulgada pelas autoridades sanitárias.

 

Autoridades sanitárias da Capital e do Interior estão orientando familiares e demais contactantes da vítima, procurando saber se essas pessoas realizaram testes para a covid-19. Se o  material for localizado, deverá passar por análises mais detalhadas.  

Confira a íntegra da nota divulgada pelo Hospital de Clínicas de Porto Alegre:

“O Hospital de Clínicas de Porto Alegre informa, com a autorização dos familiares, que o paciente Jairo Dias Piazer Junior, 23 anos, faleceu nesta quarta-feira (16), às 11h50. Quando da internação, o paciente foi identificado com a variante C37 do coronavírus. Na data de hoje, já era considerado não contaminante, ou seja, nesse momento já não transmitia mais o vírus.

Diretor Médico

Prof. Milton Berger”

Facebook Comments Box

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *