Morre cão que foi atacado covardemente e cruelmente em Alegrete

Dia triste para nos que tínhamos esperança que o cachorro (Nego) sobrevivesse. Mas infelizmente não resistiu os ferimentos. Mas agradecemos a todos que ajudaram de uma forma ou de outro.

O cão comunitário apelidado de (nego) não resistiu aos ferimentos  e veio a morrer nesta quinta feira, os moradores do bairro Nilo Soares Gonçalves estão revoltados com a violência em que o cão foi machucado, foi uma tentativa de exterminar mesmo o Cão comunitário relataram os moradores.

O “Nego” deixará saudades na rua em que os moradores cuidavam e davam alimento e agua para ele, não fazia mal a ninguém, mas parece que tem pessoas que não gostam deles.

A veterinária que o atendeu fez de tudo para tentar salvar o cão, mas infelizmente ele não resistiu devido a gravidade dos ferimentos de arma branca.

A Josiane Rodrigues descreveu que o animal foi molestado com requintes de crueldade, pois foi como se tivesse sido “carneado” muto triste comentou a pessoa que o socorreu.

Pela nova lei de crueldade dos animais, esta previsto que o autor poderá ser condenado de 2 a 5 anos de prisão, mais pagamento de multa com seu nome incluso no registro de antecedentes criminais. O fato ocorrido e que chocou os moradores e a comunidade alegretense foi registrado na DP local.

Os moradores pediram que quem souber de qualquer informação que leva ao autor que denuncia este crime não pode ficar impune.

Enquanto não tivermos exemplos de pessoas ruins como este lixo de pessoas que fez isso, algemado e carregado como bandido mesmo, não irá cessar este tipo de crime, precisamos de castigos exemplar, que as pessoas olhem e pensem duas vezes ao tentar fazer algo do tipo, caso contrário será inútil qualquer ação feita que não seja a prisão fechada e multa.

O autor da tentativa de matar o cão, na quarta feira que  deixou o animal neste estado, e que foi  socorrido por uma moradora (fotos abaixo).

Uma  veterinária atendeu o animal sem pedir pagamento na hora que poderia ser feito posteriormente, e que  primeiro a vida do cão er amais importante , fizeram  tudo que puderam, infelizmente o “Nego” não resistiu e veio a óbito nesta quinta feira.

    

 

 

Facebook Comments Box

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *