Moradora de Canoas encontrada morta em boate estava desaparecida há 10 dias

Gabriela Siqueira Goulart, 20 anos, a moradora de Canoas que foi encontrada morta em uma boate em Garibaldi na manhã do último sábado (26), estava desaparecida há 10 dias.

Segundo a Polícia Civil, Gabriela estava sendo procurada pela família desde o dia 15 de dezembro, quando desapareceu.

De acordo com a polícia, Gabriela ainda tentou entrar em contato com o irmão Jonatas Goulart através do WhatsApp no dia 21. Na mensagem enviada pela jovem dizia: “Oi, me ajuda”. Depois de receber a mensagem da irmã, Jonatas tentou entrara em contato com ela desesperadamente, mas Gabriela não respondeu mais.

Mulher é encontrada morta em casa noturna de Garibaldi | Região

A polícia desconfia que Gabriela possa ter sido sequestrada e mantida em cárcere dentro de uma boate localizada nas margens da RSC-453, na Rota do Sol.

Moradora de Canoas encontrada morta em boate estava desaparecida há 10 dias  | Agência GBC

O corpo de Gabriela foi encontrado trancado dentro de um quarto do estabelecimento. A polícia desconfia que a jovem tenha morrido há pelo menos três dias, pois o corpo já estava em estado de decomposição.

Nas redes sociais, familiares da porto-alegrense Gabriela Goulart informaram que ela seria a mulher encontrada em Garibaldi.

A família buscava informações pela jovem desde o dia 18 de dezembro, pelo menos. Gabriela chegou a se comunicar por WhatsApp no dia 21, quando pediu ajuda. Depois disso, não respondeu mais.

De acordo com o delegado Clóvis, havia uma ocorrência de desaparecimento de Gabriela, registrada em Eldorado do Sul.

— É praticamente certo que seja ela, mas só teremos certeza após laudos do trabalho pericial.

Facebook Comments Box

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *