Mesmo ameaçado prefeito de Bagé afirma que continuará vacinando os Servidores da Segurança Pública

PREFEITO DIVALDO: 
Só existe uma forma de não ser aplicada a segunda dose da vacinação a esses heróis que estão ao meu lado desde o início da pandemia, abordando, prendendo, guarnecendo os presos e sendo infectados: – SOMENTE SENDO CASSADO DO MEU MANDATO.

O prefeito municipal da cidade de Bagé Divaldo Lara do PTB, determinou que os órgãos que cuidam de saúde da prefeitura realizassem a vacinação dos servidores ligados a Segurança Pública que atuam no âmbito do município. O anúncio foi feito na noite do dia 22 de março, quando reiterou também a decisão de reabertura do comercio local, contrariando as orientações do governo do estado.

A medida do Prefeito Divaldo Lara extrapolou o cronograma de vacinação contra o COVID-19 que não contempla os policiais na linha de prioridades previstas para imunização.

Em entrevista em seu gabinete, ao Jornal Correio Brigadiano e Rádio Studio 190, Divaldo Lara destacou que está sendo processado pelo Governo do Estado por estar vacinando os próprios servidores que deveriam ser cuidados pelo seu próprio “patrão”, no Caso o Governador Eduardo Leite.

De forma incisiva, deixou claro que já aplicou a primeira dose para os Policiais, Bombeiros, Agentes Penitenciários, Policiais civis e demais servidores. Contundente em suas posições, disse não admitir que os presos, por exemplo tenham precedência na ordem de vacinação aos policiais que são imprescindíveis neste momento de pandemia tanto quanto os profissionais da saúde.

Bagé, com essa atitude, passou a ser o primeiro município do Brasil a vacinar profissionais da segurança pública. A atitude do prefeito, que recebeu represália do governador do estado, por outro lado, serviu de inspiração para que vários municípios do estado se mobilizassem através das câmaras municipais e prefeituras exigindo que os profissionais da segurança pública estejam presentes no rool de prioridades de vacinações.

Na noite do dia 23/03, período que antecedeu a entrevista na prefeitura de Bagé, ocorrera o falecimento do 3° Sargento Ideraldo Luis Marques da Silva de 52 anos, mais um policial vitima de Covid-19, na Santa Casa de Bagé.

No Distrito Federal, um dia após a atitude do prefeito de Bagé, graças a pressão do segmento policial, foram definidas como prioritárias as vacinações das forças de segurança contra o COVID 19, informação prestada pelos órgão de imprensa no Palácio do Buriti

Facebook Comments Box

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *