Menina de 4 anos sequestrada em Palhoça é encontrada pela polícia

20/12/2020  – Atualizada em: 20/12/2020 – 12h00

A menina foi raptada na noite da última sexta-feira (18), por volta das 22h, na Barra do Aririú, em Palhoça.

Imagem de uma viatura da polícia

Ela estava com um casal, que foi preso em Florianópolis

Fabiola Tormes, de 4 anos, foi encontrada nesta madrugada de domingo (20). A informação foi divulgada pela delegada Eliane Chaves. Segundo a Polícia Civil, a menina estava com um casal no Norte da Ilha.

Menina raptada dentro da própria casa em Palhoça é encontrada pela polícia - Notisul

Os detalhes do resgate foram divulgados na manhã deste domingo, em entrevista coletiva. A polícia recebeu informações sobre o paradeiro da vítima durante a madrugada e se deslocou até o Norte da Ilha, onde encontrou o carro usado no sequestro parado em uma casa. Os policiais entraram na residência e encontraram um dos suspeitos.

Encontrada a menina Fabíola, de quatro anos, sequestrada desde sexta-feira em SC | Revista Fórum

Inicialmente, ele afirmou que estava sozinho na casa, mas a criança foi encontrada no piso superior, no colo de uma mulher. De acordo com a polícia, os dois suspeitos resistiram à abordagem e foram contidos pelos policiais.

Encontrada a menina Fabiola, raptada dentro de casa em Palhoça

Segundo o delegado João Fleury, que participou da abordagem, a casa estava “sem condições de estadia para qualquer ser humano”.

– Era uma bagunça generalizada. Tinha fezes de animais, misturadas com roupas de criança e também brinquedos macabros, pintados como se fossem de filmes de terror – descreveu.

A criança foi retirada do local e a polícia prendeu os dois suspeitos, que foram encaminhados para a Delegacia de Proteção à Criança, ao Adolescente, à Mulher e ao Idoso (Dpcami) de Palhoça. Eles foram autuados por sequestro qualificado, já que a vítima é menor de 18 anos – e a criança foi entregue à família.

Menina de 4anos raptada em Palhoça é encontrada e Polícia prende sequestradores

Motivação ainda desconhecida

O delegado Fábio Pereira, responsável pela investigação, terá dez dias para concluir o inquérito. Uma das informações ainda em aberto é a motivação do sequestro. Segundo o delegado, os suspeitos já prestaram depoimento, mas ainda não é possível saber ao certo qual foi o motivo do crime.

– O que se sabe é que esse casal, antes da data do fato, teria se aproximado da residência da vítima em meados do mês, mas não dá para afirmar se havia uma relação entre eles (suspeitos e família da vítima) – explicou.

Antes da menina ser localizada, a delegada regional de Palhoça, Michele Alves Correa, disse que a família da menina é humilde e, por isso, a Polícia Civil não acreditava que os criminosos queriam dinheiro pelo resgate. A possibilidade de um assalto também foi descartada.

Segundo a polícia, o casal suspeito é natural do Rio Grande do Sul, mas mora no Norte da Ilha há alguns anos. Ainda não há informações se os dois têm passagens policiais anteriores ao sequestro.

Entenda:

A menina teria sido foi raptada por um casal na noite da última sexta-feira (18), por volta das 22h, na Barra do Aririú, em Palhoça.

De acordo com informações do Comandante da Polícia Militar de Palhoça, Rodrigo Dutra, a mãe da menina relatou que o casal bateu na porta de sua casa e, no momento que foi atender, ela foi agredida com um pedaço de madeira. Em seguida, Fabíola teria sido levada pela dupla.

Os vizinhos relataram que o carro do casal era, possivelmente, um Gol branco, do tipo bola.

A chegada com a polícia aos braços da mãe momento de muita emoção e alegria :

 

Facebook Comments Box

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *