• 9 de agosto de 2022 23:56

Escola Municipal Dr. Euclides Lisboa de Alegrete capacita seus educadores com técnicas de salvamento

jul 23, 2022
 
Uma morte de uma criança de 1 ano a poucos dias atrás no Rio de Janeiro após ter se  engasgado, com um pedaço de maçâ troxe uma preocupação na Escola Emei Euclides Lisboa de Alegrete , a de se ter um treinamento e pessoas capacitadas para uma emergência deste tipo.
 
 
Na mídia foi postado o ocorrido sobre este caso no Rio de Janeiro:
 

“Polícia conclui que bebê que morreu após engasgar com maçã em creche em Petrópolis (RJ) foi vítima de negligência”

 

“A polícia indiciou a diretora e duas funcionárias da creche e também a médica que assinou o atestado de óbito da criança no hospital. Segundo delegado, o corpo de Maria Thereza não poderia ter sido liberado para o enterro sem seguir os trâmites legais.”

 

” uma bebê de apenas um ano morreu vítima de engasgamento depois de comer um pedaço de maçã servido no lanche de uma creche. Para a polícia, Maria Thereza não foi vítima de um acidente, mas de uma sucessão de erros.”

 

“A polícia indiciou a diretora e duas funcionárias da creche e também a médica que assinou o atestado de óbito da criança no hospital”

   

 Como os educadores lidam com crianças de diferentes idades, e como sabemos crianças a gente olha para o lado e as coisas acontecem, diante destes fatos que pode ocorrer a qualquer hora dentro da escola durante o horário escolar, Professores deste educandário participaram  de um Seminário Interno da escola no Quartel do Corpo de Bombeiros.

Esclarecimentos e treinamento prático foi realizado, onde realizaram na prática como se deve proceder em caso de uma emergência como foi a da menina “Maria Thereza Vitorino Ribeiro” de apenas uma ano, depois de 11 minutos a criança foi deslocada para um hospital, na hora do ocorrido não tinha nenhum profissional que soubesse técnicas de salvamento e primeiros socorros, o que era promordial para que a menina de 1 ano conseguisse ser salva.

A escola EMEI Euclides Lisboa de Alegrete por enquanto utilizará seus próprios educadores para efetuar algum salvamento, mas a meta é ter um profissional capacitado a disposição dentro da escola durante seu funcionamento.

Conforme a Lei 13.722 de 04 de outubro de 2018 –
 
    Lei Lucas – Torna obrigatória a capacitação de noções básicas de primeiros socorros de professores e funcionários de estabelecimentos de ensino público e privado de educação básica e estabelecimentos de recreação infantil.
 
A EMEI Euclides Lisboa agradece ao Sargento Ramos, Soldada Guerra e ao Soldado Moura pelo excelente treinamento.
 
 
 
 
 
 
 
Facebook Comments Box
Compartilhe no Orkut!