Fantástico denúncia: galgos são usados para corridas e se tornam vítimas de maus tratos e abandono

Proibidas na Argentina e no Uruguai, as corridas de cachorros agora acontecem no sul do Brasil – e até com uso de dinheiro público. O repórter Giovani Grizotti esteve em uma delas e registrou tudo.

Na reportagem especial do Fantástico neste domingo (17), os repórteres Raphael Sibilla, Giovani Grizotti e Glaucius Oliveira denunciam e mostram os bastidores de uma prática cruel: as corridas de cachorros.

Petition update · Brasil diga NÃO à pista de galgos em Bage · Change.org

Os galgos – raça utilizada nas corridas – são cachorros caçadores, que podem correr mais rápido que um tigre – chegam a 72 km/h. Por conta dessa habilidade, muitos deles são alvo de apostadores, que chegam a aplicar drogas nos bichos para aumentar as performances em competições. Muitos cães acabam feridos e abandonados, além de sofrerem todo tipo de crueldade nas mãos dos apostadores – o que configura maus tratos com animais.

Galgo Livre BR - PRECISAMOS CONTINUAR 🙏🏽 Fizemos aqui a denuncia a respeito do anunciado pelo Prefeito de Bagé sobre a liberação de verba com dinheiro publico para construir melhorias na sede

Brigas, abusos, maus tratos: tudo em nome da ganância. Proibidas na Argentina e no Uruguai, as corridas agora acontecem no sul do Brasil – e com uso de dinheiro público.

    Cidades como Bagé, Santana do Livramento, Guaraí e Aceguá, na fronteira com o Uruguai, passaram a ser palco para as corridas. O repórter Giovani Grizotti esteve em uma delas e registrou tudo.

As denúncias de maus-tratos fizeram com que o Ministério Público passasse a investigar as corridas no estado.

O presidente da Associação de Galgueiros não quis gravar entrevista.

Prefeito de Bagé destinou recurso do Ministério de Turismo para Centro de Eventos da Pista de GalgosEM BAGÉ: EXPLORAÇÃO DE CÃES GALGOS, NÃO!... - Regina Becker Fortunati | Facebook

Mas, em uma rede social, disse que a associação abomina a prática de maus tratos e que é a favor de punições pra quem fizer cometer essa atitude. Diz que fazer os galgos correrem não configura maus tratos, e que as apostas é que viabilizam a criação dos animais.

Denúncia: galgos são usados para corridas e se tornam vítimas de maus-tratos e abandono – Olhar Animal

Em nota, a prefeitura de Bagé diz que a pista de corrida de galgos foi construída em 2012 com recursos do governo federal por meio de emenda parlamentar e que não vê irregularidades na realização de corridas.

Galgo Livre BR - Photos | Facebook

Arco de Almedina

No Brasil e na Argentina, ONGs trabalham no resgate e na adoção dos galgos que sobreviveram à crueldade dos apostadores.

Facebook Comments Box

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *