Companheira da mãe que matou a criança de 7 anos e jogou no rio é presa

Polícia já havia prendido a mãe em flagrante, após ela confessar que dopou o filho e jogou-o no Rio Tramandaí

A companheira da mãe que jogou o filho de 7 anos no Rio Tramandaí, foi presa preventivamente. Ela chegou no início da noite deste domingo (1º) na delegacia de Imbé, no Litoral Norte.
A representação do delegado que esta a frente do caso recebeu parecer favorável do Ministério Público e teve a prisão temporária decretada pelo plantão do Poder Judiciário da Comarca de Tramandaí por 30 dias.
Segundo a Polícia, analisando o conteúdo dos celulares apreendidos, a companheira terá de responder pelos crimes de tortura, homicídio duplamente qualificado e ocultação de cadáver. Na opinião dos investigadores, ela ajudou a companheira no crime.
O menino ainda não foi encontrado.
Os bombeiros encerraram as buscas ao entardecer, e retomarão na manhã desta segunda-feira (2), com concentração na orla das praias do Litoral Norte. Neste domingo, a corrente vazante, que leva a água da Lagoa Tramandaí para o oceano, está mais forte, segundo a corporação.
     O comandante da operação de buscas, tenente Elísio Lucrécio, afirma que pescadores com redes na região foram consultados, e nada foi localizado. Agora, a tendência é de que o menino tenha ido para o oceano.
Polícia prende companheira da mãe de criança que teve corpo jogado no Rio  Tramandaí - Região - Jornal NH
— Nós vamos seguir de prontidão para caso alguém tenha avistado algo na lagoa ou no rio e vamos deslocar o efetivo caso haja chamado. Agora vamos concentrar as buscas na orla. Já pedimos para o nosso pessoal em Capão da Canoa e Torres que faça o mesmo e os bombeiros de Santa Catarina também já estão avisados. A corrente está indo do Sul para o Norte, então é provável que apareça naquela região — afirma o tenente.
Mãe de menino desaparecido em Imbé é presa por homicídio após confessar  crime | GZH

 

A Polícia Civil segue realizando diligências neste domingo e procurando indícios do que teria de fato ocorrido, e aguarda o resultado das buscas.

A mulher de 26 anos que afirma ter jogado o próprio filho de sete anos no Rio Tramandaí depois de tê-lo dopado está detida no presídio de Torres. Conforme o delegado Antônio Carlos Ratcz, a mulher detalhou como teria cometido o crime. A mãe contou ter dopado a criança com fluoxetina e depois colocado o corpo em uma mala na madrugada de quinta-feira (29). Em seguida, teria saído com a companheira da casa onde moravam, na área central de Imbé.

Mãe de menino desaparecido em Imbé é presa por homicídio após confessar  crime | GZH

Ela saiu puxando a mala com rodas e foi até o Rio Tramandaí, onde diz que retirou o corpo do menino e jogou na água. Ela afirmou não saber se ele estava morto quando jogou.

Facebook Comments Box

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *