Com reforço no plantão para atender casos de urgência, DPE/RS registra aumento de 54% nos atendimentos durante o recesso

Ao todo, foram realizados 1.926 atendimentos pelo telefone 0800-2000-159 – Foto: Eduarda Rogério de Araújo – Ascom DPE/RS
POR FELIPE DAROIT – ASCOM DPE/RS

Porto Alegre (RS) – Mesmo com o recesso do judiciário, entre os dias 20 de dezembro de 2020 e 06 de janeiro de 2021, a Defensoria Pública do Estado do Rio Grande do Sul reforçou o atendimento por meio do sistema de call center, para evitar que casos de urgência deixassem de ser atendidos. A medida resultou em um aumento de 54% no total de atendimentos na comparação com o recesso de 2019/2020.

Ao todo, foram realizados 1.926 atendimentos pelo telefone 0800-2000-159. Destes, 591 foram considerados de urgência e repassados aos defensores públicos para que dessem andamento às demandas. Em comparação com o recesso de 2019/2020, o número de urgências cresceu 27%. Somente no dia 23 de dezembro de 2020, foram 121 situações de urgência atendidas pelas equipes de plantão.

A Subdefensora Pública-Geral para Assuntos Administrativos, Melissa Torres Silveira, salientou a importância do trabalho realizado.

“Graças à enorme dedicação dos servidores e defensores escalados para a atividade e apesar de alguns problemas técnicos de telefonia enfrentados nos dias 28 e 29 de dezembro, o call center realizado no período do recesso alcançou um recorde de atendimentos, chegando a 301 pessoas atendidas apenas no dia 06/01. No total, as equipes atenderam cerca de 50% a mais que o realizado no ano anterior, o que é um feito extraordinário e que demonstra o comprometimento dos agentes e dos servidores em prestar com efetividade esse serviço essencial aos nossos assistidos”, comentou.

As demandas atendidas ao longo do período envolveram diversas áreas. Em um dos casos, por exemplo, graças a uma ação da Defensoria Pública em Planalto, no norte do RS, uma mulher indígena de 26 anos que estava internada há cerca de 20 dias em estado grave conseguiu ser transferida do Hospital Medianeira Planalto para uma unidade de alta complexidade em Passo Fundo.

O caso ocorreu no dia 22 de dezembro. Inicialmente, foram feitas várias tentativas extrajudiciais junto ao hospital, à Secretaria Municipal de Saúde e à Central de Leitos do Estado para que a assistida fosse encaminhada para outros hospitais especializados em Nefrologia. Diante da situação de urgência e sem ver avanço nas tratativas, a Defensoria Pública ingressou com uma ação judicial, que foi aceita pelo magistrado da Comarca. Poucas horas depois do despacho do juiz, a paciente foi removida em uma ambulância para Passo Fundo, onde recebeu o atendimento adequado.

“A pandemia da Covid-19 não enfraqueceu o ânimo e a dedicação de nossos servidores, que compareceram para as atividades, realizadas com a supervisão direta de um defensor público e de um coordenador, que fizeram a triagem imediata das situações de urgência para encaminhamento às Defensorias Regionais de Porto Alegre e do interior do RS”, destacou a Subdefensora Melissa Torres Silveira.

Com o fim do recesso, a Defensoria Pública retomou todos os atendimentos na quinta-feira (7). Em razão da pandemia, a instituição continua dando prioridade absoluta aos atendimentos virtuais. Em Porto Alegre, as pessoas devem ligar para o telefone (51) 3225-0777 (Alô Defensoria), das 9h às 12h e das 13h às 18h. Na Região Metropolitana e nas cidades do interior, os telefones para atendimento e agendamento podem ser acessados clicando aqui. Para os assistidos com deficiência auditiva, o atendimento é realizado pelo e-mail alo@defensoria.rs.def.br.

Facebook Comments Box

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *