• 22 de janeiro de 2022 10:57

BM interrompe sequência de crimes de menores que espalhavam terror por Caxias do Sul

jul 17, 2021

A Brigada Militar pôs um fim na sequência de crimes de dois menores que estavam espalhando o terror nas últimas semanas pela periferia de Caxias do Sul. Iago Dias Tessaro de Araújo, 15 anos e Vinícius Machado Ribeiro, 16, (Vulgo Maçã), foram mortos quando tentaram fugir das viaturas do Choque, que estavam monitorando as ações da dupla na região de Criuva.

De acordo com o capitão Amilton Turra de Carvalho do 4º Batalhão de Polícia de Choque (4º BPChq), o confronto que resultou na morte dos dois foi fruto do trabalho do serviço de inteligência da BM. “O trabalho inteligência já estava ocorrendo para localizar o paradeiro dos indivíduos. A informação que se tinha era de que eles estavam se refugiando nessa região e durante as diligências foram encontrados tripulando uma motocicleta. Durante a abordagem houve o revide e eles restaram mortos após o confronto”, afirma.

Vinícius Machado Ribeiro, 16 anos.

 

Conforme o capirão ao menos seis homicídios registrados nesse mês de julho são atribuidos a dupla. “Eles são apontados como autores de vários homicidios nos últimos dias em Caxias do Sul. Apesar de jovens eles eram muito violentos e tinham como hábito gravar os atentados e depois espalhar pelas redes sociais”, conta

Iago Dias Tessaro de Araújo,15 anos

 

O capitão também revelou de que os jovens criminosos atuavam a mando das facções que atuam na cidade e teriam se refugiado na região de Criuva, após o último atentado, que foi o ataque a tiros seguido de incêndio e morte de um homem na Rua Manoel Vasco Flores, no bairro Santa Fé, Zona Norte de Caxias.

Os outros crimes atribuídos a dupla seria as execuções dos irmãos Cleverton Corrêa dos Santos, 38 anos e Cledson Corrêa dos Santos, 39 anos no bairro Diamantino, no último dia 7 e de um casal no bairro 1ª de Maio no dia 6 de julho.

Um outro homicídio que vitimou um jovem identificado como Leandro Alves, 21 anos, no dia 3 de julho na Rua José Altamiro de Oliveira Paim, no Portal da Maestra, também teria sido praticado pelos dois criminosos.

Facebook Comments Box
Compartilhe no Orkut!