Autoridade chinesa afirma ter encontrado Covid-19 em frango importado do Brasil

Cortes de asa de frango teriam sido produzidas em Santa Catarina

Nesta quinta-feira (13), a prefeitura de Shenzhen, cidade da China próxima de Hong Kong, afirmou que havia encontrado o vírus da Covid-19 em frangos importados do Brasil.

Em comunicado, a prefeitura afirmou que “o vírus Sars-CoV-2, responsável pela doença Covid-19, foi encontrado recentemente em uma amostra coletada da superfície de um lote de asas de frango congeladas importadas”, informou um comunicado divulgado pela Sede de Prevenção e Controle de Epidemias de Shenzhen”.

A tendência é que a amostra tenha feito parte de um lote produzido por frigorífico catarinense. Em nota, a Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA) se manifestou sobre o fato.

“A ABPA informa que o setor produtivo está analisando as informações de possível detecção de TRAÇOS DE VÍRUS em EMBALAGEM de produto de origem brasileira, feita por autoridades municipais de Shenzhen, na China.    

Ainda não está claro em que momento houve a eventual contaminação da embalagem, e se ocorreu durante o processo de transporte de exportação.  O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento do Brasil está em contato para esclarecimentos com o GACC (autoridade sanitária oficial da China), que fará a análise final da situação” diz a nota.

Ainda conforme a entidade, é reiterado que não há evidências científicas de que a carne seja transmissora do vírus, conforme ressaltam a Organização Mundial da Saúde (OMS), a Organização das Nações Unidas para a Agricultura e a Alimentação (FAO), a Organização Mundial de Saúde Animal (OIE) e a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA). 

“Ao mesmo tempo, o setor exportador brasileiro reafirma que todas as medidas para proteção dos trabalhadores e a garantia da inocuidade dos produtos foram adotadas e aprimoradas ao longo dos últimos meses, desde o início da pandemia global” finaliza a nota. 

Facebook Comments Box

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *