Aumento do preço da carne pode chegar a 20% na região e valores vão ser repassados nos próximos dias

A explicação para o reajuste nos preços da carne que serão sentidos pelos consumidores já nos próximos dias e até o fim do ano está relacionada com a chamada lei da oferta e demanda. Falta boi no mercado. A china aumentou a importação de carne do Brasil, a Rússia passou a comprar a carne brasileira e o Estado do Mato Grosso, um dos maiores produtores do país, passou por um período de seca comprometendo a quantidade do abate e a qualidade da carne.

 O comerciante de carnes Norberto Ribeiro explicou que as recentes chuvas no Rio Grande do Sul dificultaram o translado de animais de fazendas para os frigoríficos, o que também provocou reflexo nos valores. Cortes como costela, maminha, alcatra, picanha já sofreram reajustes.

Ainda segundo Norberto, a média de aumento chega a 20% e até o fim do ano deve aumentar ainda mais.

As carnes suína e de frango ainda não tiveram reajustes, mas até o fim do ano, segundo Norberto, isso também deve acontecer.

Facebook Comments Box

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *