Quando os eventos serão liberados? Esta é a pergunta que a classe quer resposta

 Eventos, quando irão deixar eles trabalharem? 7 longos meses parados quem vai  pagar a conta?

 

A classe que depende de eventos está parada desde 15 de março, e até o momento nada de serem liberados, muitos setores do comércio estão funcionado, como bares,casas noturnas,quadras de esporte,igrejas, escolas já com aulas presenciais e em período eleitoral que está com campanhas e carreatas pelos bairros da cidade.

 

Tudo isso liberados pelo Governo do Estado e deixando a critério de cada prefeito,tudo com os devidos protocolos.

Estamos vendo no dia a dia, bares lotados, comércio fluindo normalmente,bancos com filas enormes, como exemplo da Caixa Federal, lotéricas, supermercados, ônibus, praças e parques, enfim tudo está praticamente funcionando, com alguma (pouca) restrição.

Enquanto isso quem depende de eventos não aceita isso, independente da ocupação que exerça dentro do evento, esta ai até hoje com compromissos como impostos,contas e investimentos totalmente parados e seu orçamento apertando cada vez mais.

Produtores de grandes eventos de JP cobram PMJP sobre flexibilização - PB AGORA

Existe protocolos para eventos já formulados pelo Governo do estado só que na hora de por em prática esta classe é a única que sofre a maior penalização.

IRB cancela eventos programados para os meses de março e abril | IRB - Instituto Rui Barbosa

Qual a dificuldade de olhar para esta classe que é a única que esta sem uma expectativa de voltar a funcionar mesmo com um Decreto que diz que para ser realizado um evento a Bandeira precisa estar na marela ou laranja por mais de duas semanas consecutiva,mas em Alegrete a bandeira laranja  esta a bem mais tempo sem mudança.

Confira o Decreto do Governador publicado no dia 21/09 onde esclarece como devem proceder com realização de ventos fechados e abertos.

Eduardo Leite, do Rio Grande do Sul, é o 10º governador diagnosticado com Covid-19 – Money Times

No Decreto 55.495/2020, publicado na noite desta segunda-feira (21/9) em edição extra do Diário Oficial do Estado (DOE), o governo do Estado libera, com restrições, a realização de modalidades de eventos corporativos. A permissão se deu devido à estabilização e a redução de indicadores relativos ao coronavírus no Rio Grande do Sul.

Será permitida a realização, em regiões de bandeira amarela e laranja, de feiras e exposições corporativas e comerciais, seminários, congressos, convenções, simpósios, conferências, palestras, reuniões corporativas, oficinas, treinamentos e cursos corporativos.

O governador Eduardo Leite já havia anunciado a liberação durante a transmissão ao vivo semanal, na quinta-feira (17/9). Para que as atividades possam ocorrer, as regiões precisam estar há pelo menos duas semanas consecutivas em bandeira laranja ou amarela – ou seja, há pelo menos duas semanas sem bandeira vermelha. Nesse caso, serão válidas somente as regras estabelecidas pelo Estado – isso significa que não será possível aplicar protocolos de cogestão.

Todos os organizadores de eventos precisarão prestar especial atenção às regras definidas pela Portaria 617/2020, da Secretaria da Saúde (SES), publicada nesta terça-feira (22/9). As regras envolvem teto de ocupação, distanciamento entre expositores, circulação cruzada (janelas e portas abertas e sistema de renovação de ar), credenciamento e check-in on-line e início e término de seções não concomitantes entre outros.

Além disso, em ambas bandeira laranja e amarela, os municípios-sede deverão autorizar a realização desse tipo de evento. Será preciso apresentar um projeto e a liberação de alvará.

Para reuniões corporativas, oficinas, treinamentos e cursos corporativos, não há necessidade de autorização municipal, mas também há uma relação de protocolos a serem seguidos, similares aos impostos para a realização de seminários, congressos e convenções, e também haverá teto de ocupação.

A decisão de liberar a realização de atividades corporativas foi tomada depois de diversas agendas de diálogo com representantes do setor de eventos e estudos e análises por parte do governo do Estado.

• Para ver o detalhamento dos protocolos, incluindo teto de ocupação, acesse https://distanciamentocontrolado.rs.gov.br

• Clique aqui e acesse o Decreto 55.495/2020, publicado em edição extra do Diário Oficial do Estado (DOE) da segunda-feira (21/9)

 

• Clique aqui e acesse a Portaria SES 617/2020

 

Em São Gabriel, profissionais do setor de eventos  realizaram manifestação em busca de apoio da comunidade para retomar atividades.

Profissionais do setor de eventos de São Gabriel realizaram manifestação em busca de apoio da comunidade para retomar atividades – Web Notícias Alegrete

Cerca de 30 carros participaram da carreata, que terminou na Praça Fernando Abbott e com distanciamento, pediram apoio da população que retornou este apoio à causa do público que vive de eventos. Uma comissão se reuniu com a Secretaria da Saúde de São Gabriel e apresentou o protocolo, que será encaminhado ao Prefeito Rossano Gonçalves e Comitê Covid.

 

 

 

 

Facebook Comments Box

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *